---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Aedes aegypti: como evitar a proliferação do mosquito.

Publicado em 06/11/2017 às 09:23 - Atualizado em 06/11/2017 às 09:23

Aedes aegypti. Baixar Imagem

A Dengue é uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. Ela é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti infectada. Os sintomas da dengue são: febre, dor de cabeça, dor muscular, dor nas articulações, dor ao redor dos olhos. Podem ocorrer, também, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele. Em algumas pessoas, a doença pode evoluir para formas graves, apresentando hemorragias. 

Eliminar os criadouros potenciais do mosquito é a principal medida contra a dengue, e também contra a zika e chikungunya. A maior parte dos focos do mosquito está nos domicílios, assim as medidas preventivas envolvem o nosso quintal e também os dos vizinhos.

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Capinzal informa: É simples e rápido combater o Aedes aegypti, siga essas dicas:

 

Garrafas PET e de vidro: As garrafas devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira, em local coberto ou de boca para baixo.



Lajes: Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.



Ralos: Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.



Vasos sanitários: Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico.



Piscinas: Mantenha a piscina sempre limpa. Use cloro para tratar a água e o filtro periodicamente.



Coletor de água da geladeira e ar-condicionado: Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.



Calhas: Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.



Cacos de vidros nos muros: Vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.



Baldes e vasos de plantas vazios: Guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.



Plantas que acumulam água: Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água, ou retire semanalmente a água das folhas.



Suporte de garrafão de água mineral: Lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha vedado quando não estiver em uso.



Falhas nos rebocos: Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.



Caixas de água, cisternas e poços: Mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.



Tonéis e depósitos de água: Mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados e cobertos com tela.



Objetos que acumulam água: Coloque num saco plástico, feche bem e jogue corretamente no lixo.


Vasilhas para animais: Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana.



Pratinhos de vasos de plantas: Mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.



Objetos d’água decorativos: Mantenha-os sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.



Lixo, entulho e pneus velhos: Entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para não acumular água.



Lixeira dentro e fora de casa: Mantenha a lixeira tampada e protegida da chuva. Feche bem o saco plástico.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar