---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Historico

Publicado em 15/08/2014 às 16:47 - Atualizado em 09/01/2018 às 14:59

HISTÓRIA

 Nos anos de 1840, Jesuíno de Matos requereu as primeiras terras do Governo Imperial para colonizar a área. Estas terras chamavam-se Campo Bonito, que depois foram vendidas para outros colonizadores como: João Ferreira da Silva, Barão de Antonina e Manoel Lopes de Abreu. Grande parte delas hoje constituema parte física e geográfica de Capinzal.

 ORIGEM DO NOME

 Antonio Lopes foi a São Paulo levar gado onde ofereceram sementes de capim para plantar pastagens para os animais. Retornando lançou a semente na terra, às margens do Rio do Peixe e de outro rio sem denominação na época, o qual passou a ser chamado Rio Capinzal devido os capins que aqui foram semeados.

 Em 1914 ocorreu a criação do Distrito Rio Capinzal. Em 1948 perdeu a denominação do Rio e ficou apenas Capinzal.

 Com a criação do Distrito de Capinzal, era o quinto Distrito do Município de Campos Novos, mas também era de Porto União ao Rio de Peixe o que tinha maior arrecadação, e era governado pelo Intendente Distrital nomeado pelo Prefeito de Campos Novos.

 Pela Lei 249 de 30/12/1948, Capinzal emancipou-se. Em 17 de fevereiro de 1949 foi instalado como Município, sendo nomeado como primeiro Prefeito Antonio de Pádua Pereira. Hoje já se passaram 69 anos...

 O Município de Capinzal teve dois momentos: antes da instalação da Perdigão (hoje BRF) e depois da instalação da Perdigão, que ocorreu em 1980.

 Localizado no baixo vale do Rio do Peixe, está o belo Município de Capinzal. Um povo hospitaleiro que tem sua colonização arraigada na descendência italiana. Um Município próspero que impulsiona as riquezas e alavanca o desenvolvimento do meio oeste catarinense.

 Possui educação de qualidade, do ensino infantil, ao ensino técnico e à universidade. O atendimento público à saúde funciona 24 horas e o transporte coletivo urbano, operado diretamente pelo Município, é um dos mais baratos do Brasil.

 Com sua economia baseada na indústria e na agropecuária, desenvolveu um comércio próspero e muito receptivo. Sua indústria e agropecuária são destaques nacionais e é sede de uma das maiores agroindústrias do país. As indústrias do setor meta mecânico estão em franco desenvolvimento e já fazem de Capinzal referência nacional, além do potencial do ramo madeireiro que mostra-se presente desde a colonização. Estas modernas indústrias canalizam sua produção para o mercado interno e para as exportações, gerando empregos, renda e desenvolvimento.

 Situado no corredor turístico regional, Capinzal inclui em seu roteiro alguns monumentos ímpares, como a Igreja Matriz São Paulo Apóstolo, cartão postal da cidade, cuja abóbada é réplica da Basílica de São Pedro, no Vaticano e a Ponte Pênsil Padre Mathias Michelizza, construída em 1932, com vão livre central de 84,5m, sobre o Rio do Peixe, que liga ao município de Ouro.

 O turismo de eventos é marcado pelo Aniversário do Município, em 17 de fevereiro, comemorado com bolo, que aumenta um metro a cada ano acompanhando a idade da cidade. A Noite do Filó é tradição de especialidades da culinária e dos bons vinhos especialmente selecionados. O Kerbfest, com comida típica, bailes e muita animação, é a valorização da cultura germânica. Mas é na Expovale, evento multissetorial bianual, aberto a negócios, com feira da indústria, comércio e serviços, exposições agropecuárias, motocross, Salão do Automóvel, leilão de gado e shows locais e nacionais.